x

Newsletter

Receba o conteúdo mensal :D

  • Mídias:
Brad Stone

A Loja de Tudo

  • Recursos:

A loja de tudo

A “Loja de tudo” de Brad Stone é uma viagem pela história da Amazon, dos seus altos e baixos e do impacto que ela causou em várias industrias. A Amazon revolucionou o comércio eletrônico, o mercado editorial e de tecnologia web. Com crescimento vertiginoso desde sua fundação, a empresa dominou concorrentes, fidelizou clientes e alcançou o mundo.

A infância de Jeff foi emocionalmente intensa, Jackie sua mãe engravidou ainda na adolescência, casando-se cedo. O casamento foi complicado, seu marido era artista circense, vivia na estrada e o dinheiro quase nunca entrava. O tempo passou, a situação piorou e eles se separaram, Jackie voltou para casa dos pais com Jeff ainda muito novo. Algum tempo depois Jackie conheceu uma nova pessoa e casou-se. Embora casada e feliz com a nova vida, o ex-marido vinha causando algumas confusões e ela e o atual marido pediram para o ex que não atrapalhasse o desenvolvimento do menino, pouco tempo se passou e ele sumiu.

Jeff cresceu saudável e ativo, na fase escolar sua mãe batalhou por uma vaga em uma escola experimental para super dotados e conseguiu colocá-lo lá, ele já era um destaque, mas faltava uma escola que desse condições para desenvolver seu talento e versatilidade.

Essa escola foi a base de Jeff, com um modelo totalmente inovador para a época, a escola propunha discussões, incluía filosofia nas discussões e muitas novidades pra época, foi lá que Jeff teve as condições necessárias para seu talento e inteligência se desenvolverem.

Formado, Jeff foi para WallStreet trabalhar em um escritório de investimento muito inovador para sua época, um dos únicos a usar computadores e algoritmos para cruzar valores de ações e outros índices. Jeff ficou alguns anos no escritório até sentir que seu momento de empreender tinha chegado, com o progresso da tecnologia e da internet, ele viu que aquele era o momento para começar, ele pediu demissão, se mudou para Seatle e começou a construção da Amazon.

O nome Amazon veio por acaso, depois de várias tentativas frustradas, como na época todos sites de guias e buscas listavam por ordem alfabética, Jeff leu a seção da letra A inteira do dicionário e topou com a palavra Amazon, o rio da Amazônia, registrou o domínio na hora e tinha decidido, a empresa se chamaria Amazon e seria tão grande quanto o maior rio do mundo.

Com muito esforço e trabalho duro a Amazon foi prosperando ano após ano com novos aprendizados e desafios. A Amazon passou a década de 90 inovando, criando seus sistemas, suas dinâmicas de entregas e seu modelo de negócio, perto dos anos 2000 a Amazon já era uma empresa multimilionária com várias aquisições na carteira. Então a bolha das ponto.com estourou e levou com ela muitas empresas de tecnologia, inclusive muitas das adquiridas pela Amazon. Esse período foi muito intenso, a Amazon tirou o pé do acelerador, demitiu pessoal, fechou depósitos e focou em transformar a operação em um negócio enxuto e rentável.

A Amazon passou a crise das ponto.com, como passou também a crise de 2008 e vem enfrentando as tempestades com muita força e consistência.

Hoje a Amazon é mais que um grande e-commerce, ela é um referencial tecnológico, com inovações em diversos segmentos como: computação na nuvem, leitor digital Kinddle e sua loja de tudo Amazon.com.

A história da Amazon é muito intensa e digo que é um ponto importante de estudo para qualquer interessado em tecnologia e comércio digital, a leitura é fluída e cheia de informações valiosas sobre a história, estratégia e visão de futuro da Amazon.

Top 5 Aprendizados

  1. Por mais foco no cliente do que no concorrente, afinal quem traz o dinheiro é o cliente.
    Muitas vezes ficamos obcecados por um concorrente, mas afinal de contas não é ele que nos traz dinheiro, é nossos clientes, os que confiam na gente e apostam seus recursos, por isso mudar o foco de nossos esforços para os clientes sempre é o melhor caminho.
  2. Um produto vendido barato, não necessariamente custou barato.
    Quando uma empresa vende barato, não é necessariamente por que pagou barato. Muitas vezes elas vendem por menos do que pagam por estratégia ou para quebrar a concorrência.
  3. A importância dos livros.
    Na Amazon os livros tiveram uma dupla importância, primeiro porque Bezos começou a empresa porque gostava de livros e segundo pois várias das grandes ideias e mudanças na empresa vieram de sacadas tiradas de livros.
  4. Mesmo em grandes empresas, muitas das decisões são achismos ou apostas.
    No decorrer do livro o autor nos mostra que muitas das projeções da Amazon foram equivocadas. Por vezes o mercado reagia diferente, outras a economia, a política e o cenário sempre tomava uma forma diferente da planejada.
  5. Consistência e visão de longo prazo.
    A persistência e a paciência de jogar no longo prazo colocou a Amazon a frente de todos, sempre que eles iniciam um projeto, um prazo generoso é estabelecido, lá eles conversam em ‘anos’. Esse aprendizado vale para nos acalmar e nos manter focados em nossos objetivos, mesmo que eles deem pouco resultados no começo.

podcast

A Loja de Tudo
Brad Stone
Lucas Conchetto - 2022